Caminho das Águas

20 fev 2010 – 6 abr 2010

Pelo próximo mês e meio nossa viagem seria, querendo ou não, dominada por água!

Retornando da ponta sul do país, seguimos a caminho de São Miguel das Missões e suas ruínas. Tristes lembranças de que não há muito tempo esta região havia sido o lar de milhares de índios guarani.

Continuando ao norte, fomos para as Cataratas do Iguaçu. Situada no meio da densa floresta, separando o Brasil da Argentina, Foz tem simplesmente um dos visuais mais espetaculares do mundo.

Atravessando o rio Paraná e entrando em Mato Grosso do Sul, percorremos até Bonito e a Serra da Bodoquena, possivelmente o melhor ecodestino do país. Sua geologia especial e as formações rochosas criaram um sistema extraordinário de rios cristalinos, cachoeiras incríveis e cavernas escondidas.

Um parque temático repleto de maravilhas naturais à nossa espera!

Por mais difícil que tenha sido deixar Bonito para trás, estávamos apenas a um dia de um dos melhores lugares selvagens do planeta, o Pantanal. Este enorme pântano repleto de vida silvestre é o safári brasileiro.

Terminamos este trecho no pequeno vilarejo de Bom Jardim, perto de Nobres. Um lugar pouco conhecido, mas cheio de belas surpresas e com atrativos ainda inexplorados.

<<<< Etapa 1 – Extremo Sul               Etapa 3 – Longe do Mar >>>>

..

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>