Ásia

5 de nov, 2004 – 14 de mar, 2005

Nosso plano original, previa que subíssemos até o Oriente Médio para depois atravessar pela Ásia até a Cingapura. No entanto, além dos problemas que continuavam no Sudão, a guerra no Iraque tinha complicado de vez as coisas. No final, depois de muito conversar, decidimos embarcar o carro direto para Mumbai e resolver tudo a partir dali.

As diferenças não podiam ser mais marcantes. Em lugar dos grandes espaços abertos, da vida selvagem e do passo tranqüilo da África, encontramos um país caótico do tamanho de um continente, centenas de línguas, costumes e religiões diferentes, com a vida passando apressada em todas as direções.

Depois de um pesadelo inicial em Mumbai, nossa rota nos levou ao norte a caminho dos palácios e fortes dos velhos marajás do Rajastão e com certeza na obrigatória peregrinação ao Taj Mahal.

Após um natal friorento no sopé do Himalaia, nos encontramos com velhos amigos para juntos enfrentarmos a loucura que é Delhi. Daqui partimos para uma longa esticada ao sul, até encontrar a beleza dos banhados e das praias de Kerala. No caminho passamos pelo território do Jungle Book (Livro da Selva) em Kanha.

A comida em todos os lugares era fantástica e experimentamos o máximo possível de pratos regionais diferentes e desenvolvemos uma boa resistência à pimenta e às especiarias de forma geral.

Infelizmente, recebemos outra má notícia ao descobrir que não poderíamos atravessar por Myanmar. Desapontados, teríamos de voltar a Mumbai para despachar o carro, para a Austrália desta vez.

Porém, enquanto o carro estivesse em trânsito, aproveitaríamos para visitar mais amigos em Cingapura e de lá conhecer a Tailândia e a Malásia de mochila.

<<<< Etapa 5 – África                                  Etapa 7 – Austrália >>>>

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>