Categories

A sample text widget

Etiam pulvinar consectetur dolor sed malesuada. Ut convallis euismod dolor nec pretium. Nunc ut tristique massa.

Nam sodales mi vitae dolor ullamcorper et vulputate enim accumsan. Morbi orci magna, tincidunt vitae molestie nec, molestie at mi. Nulla nulla lorem, suscipit in posuere in, interdum non magna.

África

4 de fev – 4 nov, 2004[singlepic id=4884 w=480 h=360 float=right]

Depois de atravessar o Estreito de Gibraltar, percebemos logo de cara que havíamos entrado em outro mundo. Estávamos em uma terra de montanhas, desertos, camelos e nômades, com cidades exóticas guardando segredos de outra era.

Seguindo nosso caminho rumo ao sul, tínhamos consciência de que nosso maior desafio ainda estava por vir – o Deserto do Saara. A travessia em si já foi uma aventura e depois, no outro lado, nos defrontamos com mais um obstáculo quase tão intimidador: a região isolada do Sahel.

Tínhamos a esperança de viajar pelo Sudão, depois atravessar para a Etiópia e prosseguir até o Quênia, antes de ir para o sul. Todavia, as coisas mudaram bastante e surgiram problemas com a guerra em Darfur, que deixou toda a área tumultuada. Aquela que havia sido a única rota viável para nós acabara de se fechar.

Como não encontramos outros carros dispostos a enfrentar juntos aquela travessia por território desconhecido, optamos por despachar a Land Rover por mar, de Gana direto para Durban, na África do Sul.

Aqui, ficamos apaixonados pela África, explorando algumas de suas regiões mais silvestres e testemunhando a maior concentração de animais selvagens existente no planeta. Ziguezagueamos por desertos na Namíbia e atravessamos alagados na Botsuana, fazendo uma grande volta até as espetaculares Cataratas de Vitória. Tudo isso e ainda tínhamos as belas praias de Moçambique.

Na Tanzânia vimos neve no nível do equador em Kilimanjaro, pudemos degustar as especiarias da ilha de Zanzibar e ficamos abobados com o espetáculo que é a cratera do Ngorongoro. Nosso final triunfal foi o término da migração através do Serengeti para a reserva do Masai Mara.

Foi o safári dos sonhos e um gostinho da África que permanecerá conosco para sempre!

<<<< Etapa 4 – Europa                                         Etapa 6 – Ásia >>>>

[nggallery id=128]

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>