29 de Abril – Parque Nacional do Caparaó

Deixamos Belo Horizonte e seguimos rumo ao Parque Nacional do Caparaó, onde planejávamos chegar ao topo do terceiro pico mais alto do Brasil: Pico da Bandeira, com 2892m.

Tivemos uma surpresa muito agradável ao chegarmos à guarita do parque quando nos disseram que havia locais de acampamento dentro do parque. Nem acreditamos, mas felizes da vida lá fomos nós para a base chamada Tronqueira onde montamos acampamento. Fomos logo ao mirante e a primeira vista que tivemos nos deixou boquiaberto, pois era muito bonito mesmo.

O dia seguinte estava reservado para chegarmos ao topo, então levantamos cedo, tomamos café e nos preparamos. O Rob não estava bem nos últimos dias e hesitamos em realizar a caminhada, mas ele não deu o braço a torcer e dizia que seria bom para liberar as bactérias e purificar o corpo.

Sem brincadeira, ele pegou um vírus forte que nos deixou preocupados mesmo, ao ponto de irmos a um posto de saúde para examiná-lo. Estávamos até suspeitando de Dengue, mas graças a Deus foi apenas um vírus e apesar de ter pegado pesado, depois de alguns dias passou e ele estava bem.

Saímos por volta das nove da manhã com lanche, água, casacos e máquinas nas mochilas. Logo de inicio sentimos as pernas com a subida da trilha . . . e o Rob coitado querendo descansar a cada passo. Seguimos devagar e sempre e, quanto mais subíamos, aos poucos a nevoa ia aparecendo e os casacos saindo da mochila. Depois de algumas horas de caminhada, chegamos ao Terreirão, outra área de camping. Continuamos subindo, e apesar de mais íngreme, preferíamos acreditar que faltava pouco para atingir o cume. Prosseguimos e nunca vi tamanha felicidade no rosto do Rob quando avistamos a placa dizendo “Pico da Bandeira a 200m”. Ficamos ambos felizes!

Quando chegamos ao topo estava tudo coberto pela névoa e mal dava para ver a cruz ao lado. Para ajudar, começou a chover e não havia nenhuma cobertura, mas não durou muito. Aos poucos a névoa foi se desfazendo e conseguimos apreciar um pouco a vista ao nosso redor, que mesmo assim continuava bastante fechada. Sentamos um pouco, comemos nosso lanche, curtimos o momento e nos preparamos para realizar a descida. Estávamos felizes de estarmos lá!

A descida foi mais tranqüila, mas mesmo assim devagar, e chegamos prontos para um bom banho, infelizmente frio, pois não havia eletricidade na base de acampamento. Preparamos um jantar e fomos dormir exaustos. No dia seguinte arrumamos tudo e partimos, passando rapidamente pela Cachoeira Bonita ainda dentro do parque.

Nossa próxima parada seria já no estado do Espírito Santo.

4 comments to 29 de Abril – Parque Nacional do Caparaó

  • admin

    Olá Gabriela,

    Obrigada pelo seu recado e interesse em nossas fotos.
    Lhe enviamos um e-mail. Agradeço e aguardo seu retorno.

    Beijos e Abraços,
    Grace e Robert

  • Gabriela Kashiwakura

    Olá!! Eu adorei a primeira foto tirada do Parque Nacional do Caparaó e queria saber se eu posso usá-la num folder… É possível? Muito obrigada!!

  • Maria de Fátima

    Amigos queridos, achei lindo todos os lugares. Mas… Ouro Preto,trouxe-me muita saudade de quando lá estive, tudo muito mudado e mais bonita. Agradeço a vocês em poder curtir as imagens e fotos. Aproveitem tudo. Fantástico. Um abraço do tamanho da distância de que nos separa! Valeu!!!
    Maria de Fátima P.Fernandes

  • Rodrigo Souza

    Lindas fotos!! lugares maravilhosos!

    E claro, devagar e sempre porque ninguem é de ferro! hehehe

    Curtam bastante!
    Rodrigo e familia

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>